Irrigação do cafeeiro: por que fazer?

Postado em: 04/08/2021 - 2 min de leitura

Irrigação do cafeeiro: por que fazer?
A cafeicultura irrigada no Brasil representa quase 300 mil hectares, pouco mais de 12% do parque cafeeiro. Porém, as áreas irrigadas são responsáveis por 30% da produção nacional de café, graças às grandes vantagens do cultivo irrigado comparado com o cultivo de sequeiro. A partir daí já se tem uma pista sobre o motivo de se irrigar o cafeeiro.
 
Um dos motivos é justamente esse: aumento de produtividade. Além disso, outros benefícios de se irrigar o cafeeiro são:
 
- Aumento da rentabilidade;
- Otimização da utilização de insumos (principalmente, mão de obra);
- Melhorar a qualidade;
- Preservar o meio ambiente
 
Qualidade do café
 
A irrigação do cafeeiro melhora a qualidade do café, porque plantas sujeitas a déficit hídrico, ou seja, quando a planta não tem água suficiente para desenvolver todos os seus processos metabólicos, produzem grãos pequenos (peneira menor) e com níveis de defeitos maior.



Confira na tabela abaixo a diferença no tamanho das peneiras com a irrigação do café:



Isso representa muito para o café, que hoje é pago pela qualidade. O café é uma cultura muito cara. Por ano, são gastos de R$ 10.000 a R$ 15.000 por hectare. Embora todo esse investimento seja feito em adubos, defensivos, mão de obra, se não chover na época da florada, não é possível fazer a colheita. A irrigação cafeeira é uma forma de diminuir os riscos da atividade.

=> Se quiser aprender mais sobre este tema, acesse o cursoIrrigação do cafeeiro. O curso pode ser adquirido individualmente ou você pode optar por assinar a plataforma EducaPoint, tendo acesso a todos os cursos disponíveis (mais de 240!) por um preço único. Clique aqui para assinar.
 

 
Alguns grandes grupos do sul de Minas Gerais começaram a fazer experimentos com irrigação. Confira na foto abaixo a diferença obtida na produtividade no primeiro ano do experimento:


Ipanema Coffees - Alfenas (MG)
 
O que a seca causa em uma planta de café?
 
A seca é um fenômeno multidimensional meteorológico que produz déficit hídrico, reduzindo o potencial hídrico na folha e reduzindo o turgor celular. Quais as consequências disso?
 
- Limitação do crescimento das plantas;
- Redução da área foliar;
- Redução na assimilação líquida de CO2 (ou seja, diminui a fotossíntese);
- Redução da produtividade;
- Redução da longevidade do cafeeiro.
 
Embora a irrigação aumente os custos, o retorno financeiro trazido pela irrigação compensa o aumento do custo. A planilha abaixo mostra os componentes de custos de uma safra de café e dos custos totais, com a adubação representando relativamente pouco, especialmente considerando seu retorno em lucratividade:



Desafios
 
Um dos desafios da irrigação do café hoje é o uso responsável da água. Assim, é importante pensar na agricultura irrigada sempre associada ao aumento da rentabilidade, mas com o uso eficiente da água e da energia.

Mais informações:
contato@educapoint.com.br
Telefone: (19) 3432-2199
WhatsApp (19) 99817- 4082 

Neste curso, o Prof. Dr. André Luís Teixeira Fernandes, pesquisador e consultor em cultivo irrigado em vários estados brasileiros, aborda os principais aspectos que envolvem o sistema de produção de café com irrigação.

Você sabia que pode com um único valor mensal ter acesso ilimitado a esses e centenas de cursos online?

O EducaPoint é uma plataforma preparada para trazer a melhor estrutura em cursos online para ajudar você no seu agronegócio.

Quer ter acesso a todos os cursos da plataforma?