Sucessão familiar: como transformar um problema em oportunidade?

Postado em: 11/04/2018 - 2 min de leitura

Um assunto muito discutido dentro da produção de leite, em uma propriedade familiar, é a questão da sucessão, ou seja, quando os pais começam a envelhecer e os filhos em um determinado momento assumem o negócio.

No Brasil, muitas fazendas leiteiras, principalmente as pequenas, têm tido muita dificuldade na questão da sucessão. Um dos motivos é quando a fazenda não gera renda suficiente para despertar o interesse da nova geração.

Há também o fato da atitivade leiteira exigir trabalho diário e demandar muita dedicação, sendo necessário remunerar os envolvidos. Porém, grande parte das fazendas não consegue obter essa remuneração com a produção de leite, tendo resultados econômicos muito ruins.

Isso faz com que a família não tenha um nível alto de qualidade de vida, e os filhos, ao crescerem nesse ambiente de dificuldade, decidem deixar a fazenda. Muitas vezes, os próprios pais direcionam os filhos para os estudos, pois acham que a propriedade não tem condições de sustentar os filhos à frente do negócio.

Mas, à medida que se começa organizar a propriedade leiteira explorando seu potencial, fica claro que, mesmo em pequenas áreas, é possível gerar renda suficiente para que os filhos também consigam se manter na propriedade quando constituírem suas próprias famílias. Quando esse potencial da fazenda passa a ser explorado, os próprios filhos percebem isso e são atraídos ao negócio.

Assim, o fundamento para que haja a sucessão familiar é a geração de renda na fazenda. A geração de renda, por sua vez, passa pela exploração de todo o potencial produtivo dessas propriedades.

Uma propriedade pequena precisa ser muito mais eficiente do que outra com maiores recursos, porque precisa gerar mais dinheiro em uma área menor, mas isso é possível! Usando como base um potencial de produção de 100 litros por hectare por dia, uma propriedade com área útil de 10 hectares, tem um potencial de produção de 1000 litros por dia. Com essa produção, é possível ter um retorno financeiro de R$ 13.000 a R$ 15.000 por mês.

Chegará um momento em que se alcançará o potencial máximo de produção da fazenda, mas a partir do momento que se explora todo seu potencial, percebe-se que os filhos não abandonam a propriedade por vontade própria, mas sim, porque eles não conseguem enxergar um futuro ali. Aí surge a necessidade de expansão e novos desafios, que podem ser motivadores.

Confira, na videoaula abaixo, o instrutor Marcelo de Rezende, da Cooperideal, explicando a questão da sucessão familiar em fazendas leiteiras:



Essa aula foi extraída do curso on-line Gestão dos fatores produtivos na propriedade familiar do EducaPoint, onde os instrutores Marcelo de Rezende e Primo Quinaglia – ambos consultores da Cooperideal - explicam como conduzir este processo e garantir a lucratividade nos sistemas familiares.

Além do diagnóstico, planejamento e execução das ações previstas, os consultores falam também sobre a importância da gestão dos índices econômicos e zootécnicos, para que o produtor tenha total controle sobre seu negócio, tanto produtivo como financeiro, podendo atuar e garantir eficiência e rentabilidade.

Para participar desse treinamento completo, basta assinar o EducaPoint. Com planos totalmente acessíveis, a plataforma oferece o que há de melhor e mais atual na pecuária brasileira, e os assinantes têm acesso ilimitado a TODOS os cursos (já são mais de 150 temas).

Conheça os planos aqui! 

Mais informações:
contato@educapoint.com.br
Telefone: (19) 3432-2199
Whatsapp (19) 99817- 4082

Você sabia que pode com um único valor mensal ter acesso ilimitado a esses e centenas de cursos online?

O EducaPoint é uma plataforma preparada para trazer a melhor estrutura em cursos online para ajudar você no seu agronegócio.

Quer ter acesso a todos os cursos da plataforma?