4 passos iniciais para a gestão de uma fazenda!

Postado em: 09/08/2018 - 2 min de leitura

4 passos iniciais para a gestão de uma fazenda!
Grande parte do leite brasileiro é produzido por pequenos produtores, com mão de obra familiar. Apesar da limitação da área e do menor volume produzido, essas propriedades podem sim ter um retorno econômico muito satisfatório, produzindo com qualidade e utilizando tecnologias que facilitem as rotinas diárias.
 
Mas como aumentar a eficiência produtiva das pequenas propriedades, garantindo renda para a família e oportunidades para que as gerações futuras permaneçam na atividade? O segredo está na gestão eficiente dos fatores produtivos

Dificilmente, encontra-se propriedades familiares pequenas que fazem algum tipo de gestão. A maior parte das fazendas leiteiras familiares não tem nenhum tipo de acompanhamento da gestão das atividades, o que dificulta a evolução de seus índices, já que não é possível gerar uma base de dados que possibilite identificar a situação da fazenda.

Confira abaixo os primeiros passos que devem ser dados em uma fazenda que busca aprimorar sua gestão:

1) Instalar o hábito de fazer anotações

O primeiro passo é o produtor se conscientizar da importância de fazer a gestão de seu negócio, passando a criar o hábito de fazer anotações dos eventos econômicos e zootécnicos que acontecem na propriedade.

Sem esse levantamento de dados, que permite identificar os pontos fracos e potencialidades da fazenda, não há como tomar medidas técnicas precisas visando a melhoria dos índices.

2) Diagnóstico

O próximo passo é fazer um diagnóstico da estrutura, do rebanho e da mão de obra da fazenda. Mesmo que o produtor ainda não tenha um sistema estruturado de anotações, busca-se obter informações básicas, como:

- Número de vacas em lactação;
- Número total de vacas;
- Número de novilhas.

3) Identificar os fatores produtivos e de rentabilidade atual

Identificar quanto a fazenda produz e quanto gera de renda.

4) Iniciar planejamento e definir metas

A partir desses itens básicos, é possível entender e começar a desenhar algum planejamento para que a propriedade já comece a trabalhar de forma direcionada. Sem um processo de gestão direcionando a atuação do técnico, essa acaba ficando muito esporádica e sem foco.

O planejamento inicial vai depender dos anseios da família e da disponibilidade de capital. Dessa forma, o foco inicial do trabalho é explorar ao máximo a estrutura já existente.

Define-se inicialmente um volume de leite a ser buscado ou uma renda a ser buscada (que acabará definindo o volume de leite). A partir do momento em que esse número é definido, determina-se um cronograma de ações para implantar a rotina de trabalho na fazenda.

Nesse ponto, fica claro ao produtor que ele terá direitos e deveres, de forma que o processo somente será bem-sucedido se contar com a participação ativa do produtor.

Quer saber mais sobre como conduzir este processo e garantir a lucratividade nos sistemas familiares? Participe do curso on-line Gestão dos fatores produtivos na propriedade familiar, do EducaPoint.

No curso, os instrutores Marcelo de Rezende e Primo Quinaglia - consultores da Cooperideal - falam também sobre a importância da gestão dos índices econômicos e zootécnicos, para que o produtor tenha total controle sobre seu negócio, tanto produtivo como financeiro, podendo atuar e garantir eficiência e rentabilidade. Participe! Para isso, assine o EducaPoint.

Com planos totalmente acessíveis, a plataforma oferece o que há de melhor e mais atual na pecuária brasileira, e os assinantes têm acesso ilimitado a TODOS os cursos (já são mais de 150 temas).

Conheça os planos aqui!

Mais informações:
contato@educapoint.com.br
Telefone: (19) 3432-2199
WhatsApp (19) 99817- 4082  

Conheça a maior plataforma do agronegócio, acesse nossos cursos gratuitos!