Futuro no agronegócio: em que investir?

Postado em: 14/06/2022 - 2 min de leitura

Futuro no agronegócio: em que investir?
O agronegócio foi o impulsionador do Produto Interno Bruto (PIB), em meio à crise causada pelo Covid-19 e contou com um recorde de abertura de capital de empresas na bolsa de valores brasileiras em 2021. Dessa forma, o setor continuou sendo visto como protagonista da economia, o que levou a um aumento do interesse de investidores.
 
O Brasil é considerado uma potência mundial do agronegócio, sendo responsável por alimentar mais de um bilhão de pessoas. Por isso, o interesse nos investimentos neste setor só tendem a aumentar.
 
Como investir no agronegócio
 
É possível fazer investimentos de renda fixa, renda variável e ações no setor do agro.
 
1) Renda fixa
 
Esses investimentos são indicados para investidores de perfil convervador ou moderado. Algumas opções de investimentos são: certificados de recebíveis (CRA) e letras de crédito do agronegócio (LCA).
 
Neste caso, o investimento é feito em papéis de renda fixa, emitidas por instituições financeiras, ou seja, o investidor empresta dinheiro a um banco ou seguradora que repassará este dinheiro através de empréstimos a projetos voltados ao agronegócio. Ao fazer isso, o investidor recebe uma taxa de rentabilidade, que pode ser pré-fixada, pós-fixada ou híbrida. 
 
Esses produtos são isentos de pagamento de imposto de renda e protegidos pelo Fundo Garantidor de Crédito (FGC).
 
2) Renda variável
 
Neste caso, é possível investir em ações, fundos de investimento e no mercado futuro.
 
3) Ações
 
Os investidores têm a opção de fazer aplicações comprando ações de empresas do agro que tem ações listadas na bolsa
 
O setor do agronegócio é versátil e também apresenta opções de investimento na renda variável. Os interessados podem fazer aplicações comprando ações de empresas ligadas ao agronegócio que têm ações listadas em bolsa, sendo que as principais são: Brasil Agro, Agrogalaxy, Raízen, São Martinho, Boa Safra e Três Tentos, M.Dias Branco, Camil, Josapar, e BRF.
 
Neste caso, é preciso buscar uma corretora para realizar a aplicação.
 
4) Fundos de investimentos
 
Em 2021, foi lançado o Fundos de Investimentos nas Cadeias Produtivas Agroindustriais (Fiagro), que são como um fundo imobiliário, mas voltado ao campo. Os recursos podem ser investidos tanto em papéis do agro quanto em imóveis rurais. Também é possível investir em participações societárias e direitos creditórios, se estas forem ligadas ao setor do agronegócio.

5) Mercado futuro
 
No agronegócio, grande parte das mercadorias são consideradas commodities. Sendo assim, existe a opção de investir no mercado futuro por meio de contratos derivativos.
 
Originalmente eles servem para proteger o mercado à vista (ou seja, quem detém a mercadoria), mas também é possível ao investidor comum ter acesso a esses instrumentos financeiros.
 
Entre as possibilidades, podemos citar os contratos de soja, milho, boi gordo, etanol e açúcar.
 
Nos últimos anos, vem sendo registrado um aumento no volume de investimentos no agronegócio e o grande potencial do Brasil neste setor o torna uma opção interessante para os investidores.
 
Mais informações: 
contato@educapoint.com.br
Telefone: (19) 3432-2199
WhatsApp (19) 99817- 4082 

Fonte: 
 
Agronegócio: setor responde por 1/4 da economia; saiba como investir
 
Como investir com foco no agronegócio? Conheça as opções
 

Você sabia que pode com um único valor mensal ter acesso ilimitado a esses e centenas de cursos online?

O EducaPoint é uma plataforma preparada para trazer a melhor estrutura em cursos online para ajudar você no seu agronegócio.

Quer ter acesso a todos os cursos da plataforma?