BLOG

Postado em: 02/09/2020

5 etapas para um plano de sucessão bem-sucedido

Transferir o negócio rural de uma geração para a seguinte é um dos processos mais importantes pelos quais uma empresa passa. E não é fácil - ao fazer a transição de uma empresa familiar, as emoções atrapalham.
 
Os proprietários muitas vezes ficam presos e evitam ação quando se trata de planejamento de sucessão por causa das decisões desconfortáveis que precisam tomar e dos problemas que devem enfrentar neste processo iminente, de acordo com Chris Yonker, coach de desempenho executivo. Segundo ele, o medo é o principal motor aqui. É comum as pessoas temerem o que as pessoas vão pensar e dizer, o impacto sobre o próprio negócio, como a cultura da empresa será afetada e como as pessoas podem se comportar.
 
Além do medo, Yonker identifica duas razões adicionais que causam desafios ao desenvolver um plano de sucessão familiar: evasão e falta de visão e alinhamento de valores. 
 
As famílias podem agir com um processo de três etapas, diz Yonker. Primeiro, criando uma visão comum. Em seguida, desmontando os paradigmas familiares, melhorando e protegendo a integridade da família, removendo obstáculos e curando onde for necessário. A terceira etapa é a construção de um plano para o futuro.
 
Qualquer que seja o plano de sucessão, a parte mais importante é realmente escrevê-lo em um documento formal, de acordo com Nicole Bettinger, consultora do Family Business Consulting Group. Depois de desenvolvido, deve-se pedir a um consultor que analise e pedir a todos os membros da família que o avaliem.
 
Ao iniciar o seu plano, Bettinger diz que os proprietários devem fazer estas perguntas para construir uma base para o conteúdo do plano:
 
- Como pensamos que será o futuro do nosso negócio?
- Gostaríamos que nossos filhos trabalhassem aqui? ”
- Idealmente, o que/quem vemos como um possível grupo de proprietários futuros?
- Que efeito a propriedade familiar continuada teria sobre a saúde e a harmonia de nossa família?
 
Responder a essas perguntas ajuda a pensar sobre seu plano de sucessão e o que é importante para você.
 
 
=> Você pode se aprofundar ainda mais neste tema no curso Sucessão familiar em empresas rurais - como vencer os desafios e garantir o futuro na atividade? O curso pode ser adquirido individualmente ou você pode optar por assinar a plataforma EducaPoint e obter acesso a TODOS os mais de 190 cursos oferecidos até agora por um preço único. Aproveite para assinar agora mesmo!
 
Confira abaixo as 5 etapas essenciais de um plano de sucessão:
 
1) Planejamento de negócios
 
Partes do plano de negócios devem incluir os aspectos específicos de receita e despesa da operação. Isso também deve olhar para o futuro do negócio, incluindo como ele poderia evoluir ao longo do tempo. Delineie a cultura corporativa também. Se a cultura de uma empresa não for definida, deve-se documentar o que você sente que a cultura é hoje e como você gostaria que ela evoluísse ao longo do tempo.
 
2) Finanças pessoais
 
Isso deve descrever o que o proprietário precisa para se aposentar. Os proprietários que estão saindo devem rastrear as finanças por um período para ver o que estão gastando, para que saibam quanto precisarão após a aposentadoria. Isso porque será mais fácil para os proprietários deixar a operação com mais tranquilidade se souberem que são capazes de manter um determinado estilo de vida que desejam. Os proprietários precisam saber quem querem ser sem a atividade rural e se ver como independentes da fazenda depois que passarem o bastão para a próxima geração.
 
3) Sucessão de gestão
 
O planejamento de como o negócio rural continuará operando sem problemas deve ser nesta parte do plano. Isso deve delinear assuntos como quem toma as decisões do dia a dia na fazenda, como funcionam os canais de comunicação, quem se reporta a quem e assim por diante. Os detalhes nesta parte do plano são importantes, mesmo se os proprietários ainda estiverem por perto. Isso deve englobar tanto os proprietários quanto os funcionários, para que esses saibam como trabalhar assim que a transição ocorrer.
 
4) Sucessão de propriedade
 
Isso inclui quem é o proprietário de quais partes da operação e detalha os requisitos de propriedade. Os proprietários devem ter experiência de trabalho fora da fazenda? A educação formal é um requisito? Eles deveriam ter trabalhado na fazenda anteriormente? Uma parte frequentemente esquecida nesta parte do plano é como os proprietários podem sair do negócio se quiserem sair. Isso é especialmente importante se vários irmãos fizerem parte do grupo de proprietários.
 
5) Planejamento imobiliário
 
É importante redigir um plano de propriedade com bastante antecedência de qualquer coisa que aconteça aos proprietários, para que não atrase o processo de transição se algo imprevisto acontecer. É importante que isso não seja feito às pressas e de forma emergencial, mas sim, que tenha sido planejado e feito com antecedência e da maneira certa. 
 
Tirar a emoção do processo de planejamento é uma etapa crítica. O planejamento da sucessão é um processo, não um evento único. Por isso, é importante tomar decisões com base em princípios, não em emoções.
 
* Baseado no artigo 5 Steps to a Succession Plan, de Mike Opperman.
 
Mais informações: 
contato@educapoint.com.br
Telefone: (19) 3432-2199
WhatsApp (19) 99817- 4082

Ficou com dúvidas, gostaria de sugerir um tema ou saber mais sobre o EducaPoint? Envie uma mensagem para nós:

 
ASSINE TODOS OS CURSOS OU COMPRE UM CURSO DE SUA PREFERÊNCIA
Rede Agripoint

Copyright © 2020 AgriPoint - Todos os direitos reservados

AgriPoint Serviços de Informação para o Agronegócio
CNPJ 08.885.666/0001-86

Rua Tiradentes, 848 - 12º Andar - Centro - Piracicaba - SP

design salvego.com - desenvolvimento d-nex

Uma empresa associada da abed
ENCONTRE-NOS: