Caprinocultura no Brasil: vale a pena investir?

Postado em: 21/06/2022 - 4 min de leitura

Caprinocultura no Brasil: vale a pena investir?
A criação de caprinos está ligada ao ser humano desde o princípio da civilização e foi importante para auxiliar no surgimento de assentamentos fixos, fornecendo carne, pele e leite. Nos tempos atuais a criação de caprinos ainda visa obter esses três tipos de insumos. 
 
A liderança mundial na criação de caprinos é da China, com 148,4 milhões de cabeças, representando 20% da produção, seguida da Índia e do Paquistão.
 
O leite de cabra é um dos mais consumidos no mundo, ficando atrás apenas do leite de vaca e de búfalas. Existem algumas raças que se destacam nesse mercado, como as alpinas e a anglo-nubiana.
 
Brasil
 
A criação de caprinos no Brasil começou com a colonização portuguesa, quando os primeiros animais foram trazidos ao território nacional, destinados à subsistência dos colonizadores.
 
Atualmente, o rebanho caprino vem apresentando expansão. Em 2020, o rebanho caprino cresceu 4% no Brasil, para 12,1 milhões de cabeças, segundo Pesquisa da Pecuária Municipal (PPM) divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). É o terceiro maior nível da série histórica da pesquisa, iniciada em 1974. 
 
O Nordeste concentra 95% do efetivo de cabras do país, com 11,5 milhões de cabeças em 2020. Na passagem entre 2019 e 2020, houve aumento de 4,3%. Juntos, Bahia, Pernambuco, Piauí, Ceará e Paraíba respondem por 87,1% das cabras no país.
 
A criação de caprinos é de grande importância socioeconômica para proprietários de pequenas áreas podendo suprir a carência de proteína animal, pois produzem carne e leite de excelente sabor e qualidade, além de proporcionar outras vantagens como: baixo investimento na aquisição dos animais; baixo investimento em instalações. Porém, ainda há muito espaço para crescimento no Brasil.
 
Vantagens da criação de caprinos:
 
  • Maior número de crias por parto em comparação com as vacas;
  • Por ser um animal de pequeno porte, exige menos espaço tanto para confinamento, como para criação a pasto, em comparação com bovinos;
  • Adaptação a diferentes tipos de manejo;
  • Menor consumo de alimentos em comparação com as vacas;
  • Podem ter bom desempenho mesmo em pastos com menor valor, que não seriam adequados para a criação de bovinos;
  • Fácil manejo, por serem animais sociáveis e dóceis;
  • Podem produzir mais leite que as vacas, proporcionalmente.
 
Produção de leite
 
A criação de cabras leiteiras é uma ótima oportunidade de negócio para o agricultor familiar, podendo, se bem manejado, ser uma atividade mais lucrativa do que a criação de outros animais. O Brasil apresenta boas condições para a criação de caprinos e, além disso, a produção de carne e leite desses animais tem baixo custo. Uma das vantagens desse tipo de criação é que o ciclo econômico de cabras leiteiras é de 12 meses, enquanto os bovinos só dão retorno após 36 meses.
 
Um fator muito positivo é o crescimento da demanda nos últimos anos por leite de cabra, já que as pessoas estão cada vez mais buscando alimentos funcionais. O leite de cabra tem 20% menos colesterol (comparado com o de vaca), além de ser rico em ácidos graxos de cadeia média, que aceleram o metabolismo e queimam a gordura armazenada, ajudando a manter o colesterol sob controle e aumentando os níveis do colesterol bom. 
 
No Brasil, a produção de derivados de leite de cabra é mais valorizada do que a produção de derivados de leite bovino. Ainda assim, o mercado não é tão explorado, com grande potencial de crescimento.
 
Carne
 
Atualmente, a carne de caprinos é, em grande parte, destinada à exportação. Mas, existe uma grande demanda interna por esse tipo de insumo, principalmente pela alta gastronomia.
 
Isso porque pode ser utilizada no preparo de pratos mais elaborados e exóticos, atraindo um público mais exigente e que aprecia alimentos diferenciados.
 
Couro
 
O couro dos caprinos também é muito procurado pela indústria têxtil, por ser macio e resistente, sendo ótimo na confecção de bolsas e sapatos. Além disso, pode ser adaptado ao vestuário, para o efeito de camurça e couro pelica, além de poder ser usado para encadernação.
 
Vale a pena investir?
 
Conforme mencionado anteriormente, a caprinocultura tem inúmeras vantagens e excelentes perspectivas de crescimento, com o aumento da demanda por leite de cabra e seus derivados, além de outras possibilidades, como a exportação. 
 
Porém, sempre que se pensa em investir em uma nova atividade vale a pena fazer uma análise do mercado da região onde se pretende investir, para avaliar as condições físicas de produção, bem como a real demanda dos consumidores naquela região, para que seja possível focar na atividade mais rentável.
 
Mais informações: 
contato@educapoint.com.br
Telefone: (19) 3432-2199
WhatsApp (19) 99817- 4082 
 
Fonte:
 
Por que investir na criação de cabras leiteiras

PPM:Rebanhode caprinos cresceu4%em2020,diz IBGE
EVOLUÇÃO DO REBANHO EFETIVO E PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS DA
OVINOCAPRINOCULTURA NO ESTADO DO PARÁ

Criação de caprinos: história e perspectivas para o setor
 
 

Você sabia que pode com um único valor mensal ter acesso ilimitado a esses e centenas de cursos online?

O EducaPoint é uma plataforma preparada para trazer a melhor estrutura em cursos online para ajudar você no seu agronegócio.

Quer ter acesso a todos os cursos da plataforma?