2 pontos chave na colheita de milho para produção de silagem

Postado em: 20/12/2021 - 2 min de leitura

2 pontos chave na colheita de milho para produção de silagem
A produção de silagem de milho é um processo que envolve perdas, desde a colheita, fermentação, retirada do silo, até o fornecimento aos animais. Dados da literatura, apontam que as perdas em uma boa silagem variam de 5 a 10%, ao passo que silagens de má qualidade apresentam perdas de 25 a 50%. 
 
A etapa da colheita é um dos momentos críticos na produção de silagem e deve ser corretamente planejada com objetivo de reduzir estas perdas. 
 
Quando se fala de colheita de grãos para a produção de silagem, existem 2 pontos chave que definem se essa colheita será ou não eficiente:
 
1) Umidade da cultura
 
Quando se colhe a cultura com baixa matéria seca, ou seja, inferior a 30%, ocorrerá a proliferação de microrganismos indesejados, ou seja, a fermentação não será adequada. Além disso, ocorrerá a produção de efluente (chorume).
 
Por outro lado, quando se colhe a cultura com alta matéria seca, acima de 40%, a colhedora terá dificuldade para picar essa cultura, levando à dificuldade de realizar a compactação. Essa cultura será menos densa, que terá muito risco de deterioração aeróbia, principalmente em silos abertos.
 
Dessa forma, existe uma faixa ótima de umidade da colheita para a produção de silagem que é de 30% a 40% de matéria seca.
 
2) Colhedora
 
O tipo de colhedora, bem como os ajustes feitos nela, são importantes também no momento da colheita da cultura.
 
A colhedora tem três funções:
 
- Captar a forragem no campo;
 
- Promover a picagem;
 
- Lançar até a unidade transportadora.
 
Dessas três funções, a picagem é o aspecto mais crítico, pois é ela que define o quanto de substrato será liberado para que os microrganismos realizem a fermentação. Além disso, o tamanho da partícula define o potencial de compactação dessa massa de densidade final. Por fim, a picagem da forragem define o consumo e a digestão desse alimento.
 
O mercado brasileiro possui diversos tipos de colhedoras que variam de acordo com o tipo de cultura que são capazes de colher, com os modelos, se são ou não tracionadas por tratores, entre outras características técnicas. Mas independente do tipo de colhedora, o importante é picar muito bem a forragem de um modo bastante homogêneo.

Pensando na importância da fase da colheita na produção de silagem de milho, o EducaPoint acaba de lançar o curso Ponto de colheita de milho para ensilagem. Nesse curso, ministrado por Rafael Henrique Pereira dos Reis, você vai aprender de forma rápida e direta o que precisa saber sobre esse tema.

Confira abaixo um trecho do curso:



O curso é exclusivo para assinantes da plataforma EducaPoint. Clique aqui para assinar.

Mais informações: 
contato@educapoint.com.br
Telefone: (19) 3432-2199
WhatsApp (19) 99817- 4082  

Nesse curso Direto ao Ponto, o instrutor Rafael Henrique Pereira dos Reis explica tudo o que você precisa saber sobre o ponto de colheita de milho para produção de silagem.

Você sabia que pode com um único valor mensal ter acesso ilimitado a esses e centenas de cursos online?

O EducaPoint é uma plataforma preparada para trazer a melhor estrutura em cursos online para ajudar você no seu agronegócio.

Quer ter acesso a todos os cursos da plataforma?