Análise de silagem: qual a importância da amostragem correta?

Postado em: 28/10/2021 - 2 min de leitura

Análise de silagem: qual a importância da amostragem correta?
Para formular uma dieta de precisão é necessário conhecer a composição dos ingredientes que serão utilizados. Para isso, deve-se fazer uma análise dos alimentos disponíveis na fazenda.
 
É muito importante que as informações oriundas dessas análises sejam confiáveis, pois disso dependerá a boa formulação da dieta dos animais. Para se executar uma boa formulação, o que significa o animal responder da forma esperada, é essencial que a coleta de amostra, primeira etapa desse processo, seja bem feita.
 
Hoje, o cenário brasileiro já oferece laboratórios que fazem análises bromatológicas rapidamente, permitindo que os dados possam ser utilizados no momento da visita do técnico à fazenda. Porém, o laboratório vai analisar as amostras que chegam até ele. Dessa forma, dependendo das condições delas, as análises laboratoriais serão de qualidade ou não.
 
Estudos mostram que existe uma variabilidade no teor de matéria seca em painéis de silo. Confira abaixo o resultado de um estudo feito na região de Piracicaba/SP:
 
O estudo mostrou variabilidade no teor de matéria seca e consequentemente nos nutrientes. 
 
Assim, a forma e o número de pontos a serem amostrados no painel é muito importante. Se for retirado apenas um ponto central, por exemplo, o resultado da análise não será de fato fiel à realidade do silo. O foco é fazer uma amostragem correta que represente bem a situação real.

=> Gosta do conteúdo? Então acesse o conteúdo completo do curso Análise de alimentos e interpretação de laudos para nutrição animal. O curso pode ser adquirido individualmente ou você pode optar por assinar a plataforma EducaPoint, tendo acesso a todos os cursos disponíveis (mais de 240!) por um preço único. Clique aqui para assinar.
 
O número de pontos amostrais que deve ser coletado depende do tamanho do silo. Por exemplo, painéis com até 30 metros quadrados precisam de 8 pontos de coleta de amostra. Já painéis de 30 a 60 metros quadrados, necessitam de 14 pontos de coleta de amostra, enquanto painéis com mais de 90 metros quadrados exigem 20 pontos de coleta de amostra.
 
Abaixo você pode ver também a dispersão do material com relação à fibra de detergente neutro (FDN):

 
Está claro que existe variabilidade nesse painel. O mesmo comportamento é observado no teor de amido:

 
Assim, é muito importante fazer uma amostragem correta que represente bem a situação real. 
 
Tenha em mente que a recomendação é que se monitore a matéria seca na fazenda diariamente. Caso isso não seja possível, monitore duas vezes por semana e crie um histórico. 
 
Em um painel com menos de 30 metros quadrados, recomenda-se coletar 8 pontos amostrais. Em painéis de 30 a 60 metros quadrados, a recomendação é ter 14 pontos amostrais e em painéis de mais de 90 metros quadrados, 20 pontos amostrais.
 
Para fazer a amostra, crie linhas imaginárias no painel do silo, deixar as bordas de fora e distribuir os 8 pontos amostrais da seguinte forma:

 
Nesse formato, temos uma amostragem com menor variabilidade ou variabilidade aceitável.
 
Mais informações: 
contato@educapoint.com.br
Telefone: (19) 3432-2199
WhatsApp (19) 99817- 4082 

Nesse curso, ministrado pelo Dr. William Pereira, engenheiro agrônomo e doutor em Ciência Animal e Pastagens pela ESALQ/USP, você vai aprender diversos fatores relacionados a procedimentos de amostragem e interpretação dos dados obtidos e como utilizar essa informação na formulação da dieta e na tomada de decisão estratégica dentro da fazenda.

Você sabia que pode com um único valor mensal ter acesso ilimitado a esses e centenas de cursos online?

O EducaPoint é uma plataforma preparada para trazer a melhor estrutura em cursos online para ajudar você no seu agronegócio.

Quer ter acesso a todos os cursos da plataforma?