Ideias inteligentes para o manejo sustentável de forragem

Postado em: 21/01/2022 - 5 min de leitura

Ideias inteligentes para o manejo sustentável de forragem
Além do crescimento da população global, existem vários desafios relacionados ao manejo sustentável de forragens, incluindo mudanças climáticas globais e seu impacto adverso na agricultura, reduções necessárias nas pegadas de carbono e hídrica, manutenção da qualidade do solo, competição por terra, segurança alimentar, etc. Estratégias de manejo de forragem resilientes, flexíveis e sustentáveis ??são necessárias para enfrentar esses desafios e garantir uma alimentação lucrativa do gado leiteiro e uma indústria de laticínios sustentável.
 
O que é manejo sustentável de forragem? 
 
O manejo sustentável de forragem é definido como o gerenciamento de um sistema integrado de produção de forragem para a indústria de laticínios que satisfaz as necessidades do gado leiteiro a longo prazo, melhora a qualidade ambiental e a base de recursos naturais dos quais a economia agrícola depende, faz o uso mais eficiente dos recursos da fazenda e sustenta a viabilidade econômica das operações de laticínios.
 
Elementos essenciais
 
O manejo sustentável da forragem é influenciado por fatores como exigências nutricionais do gado durante as diferentes estações do ano, espécies forrageiras, programa de adubação, taxas de lotação, época de reprodução, programa de desenvolvimento de novilhas, clima, condição da terra, qualidade e quantidade de pastagens e frequência e intensidade de pastejo, para nomear alguns.
 
Possíveis aplicações na fazenda
 
A aplicação de novas tecnologias ao manejo sustentável de forragem diminui a erosão do solo, reduz a quantidade de escoamento do curral e aumenta a produtividade das pastagens. Algumas das tecnologias disponíveis para serem usadas para o manejo sustentável de forragem na indústria de laticínios incluem o Sistema de Posicionamento Global (GPS), sistema virtual de cerca/pastoreio, Internet das Coisas e armazenamento em nuvem, sensores de urina e acelerômetros.
 
Sistema de Posicionamento Global
 
A tecnologia GPS pode determinar a preferência de pastejo de gado leiteiro monitorando o comportamento de pastejo. Pode, portanto, ser usada como uma ferramenta de manejo para ajudar os produtores a manipular a intensidade de pastejo para melhorar o manejo da forragem e a utilização do piquete.

=> Gosta do conteúdo? Você também pode gostar do conteúdo completo do curso Manejo do pasto pela altura. O curso pode ser adquirido individualmente ou você pode optar por assinar a plataforma EducaPoint, tendo acesso a todos os cursos disponíveis (mais de 245!) por um preço único. Clique aqui para assinar.
 
Sistema de cerca/pasto virtual
 
Os sistemas virtuais de cerca/pasto são baseados no aprendizado de evitação usando a teoria da ativação cognitiva do estresse. Cada vaca usa um sensor dentro da coleira que detecta seu movimento em direção a uma cerca virtual. O gado leiteiro aprende a responder a um estímulo de áudio não aversivo para evitar um pulso elétrico aversivo. Além disso, um receptor GPS em uma coleira é usado para definir a área disponível para o animal acessar. As tecnologias virtuais de cercas/pastos controlam o pastejo do gado leiteiro e os eventos de transferência de nutrientes.

 
Coleira movida a energia solar eShepherd funcionando em uma fazenda da Austrália. Fornecido por: eShepherd. Fonte da imagem: https://www.nswfarmers.org.au/NSWFA/Posts/The_Farmer/Innovation/Virtual_fences_to_improve_labour_efficiency_for_farmers.aspx. 
 
Internet das Coisas e armazenamento em nuvem
 
A ascensão da Internet das Coisas e do armazenamento em nuvem mudou a coleta, o armazenamento e o processamento de dados. Usando sensores e a Internet das Coisas, os produtores estarão cientes do comportamento de pastejo e do movimento de cada vaca. Além disso, grandes quantidades de dados como números, palavras, sons e imagens podem ser armazenados em nuvem, ocupando muito pouco espaço físico, e os dados podem ser transferidos facilmente entre os usuários e interpretados remotamente.
 
Sensores de urina
 
Sensores de urina são usados ??para monitorar eventos de micção de gado leiteiro e para caracterizar a variação relativa na deposição de urina. O teor de nitrogênio da urina é influenciado pela dieta do gado, manejo do pastejo, ambiente e estação do ano. Os dados coletados por esses sensores são usados ??para alocar gado leiteiro apropriado para diferentes ambientes, dependendo da sensibilidade desse ambiente à sobrecarga de nitrogênio.

 
Montagem do sensor de urina AgResearch (esquerda) e fixação em uma vaca (direita). Fonte da imagem: https://www.tandfonline.com/doi/pdf/10.1080/00288233.2016.1237979. 

Acelerômetro
 
Os colares GPS geralmente têm acelerômetros de múltiplos eixos como sensores de atividade para coletar e monitorar comportamentos de pastoreio, deslocamento e descanso. Sensores de atividade são usados ??para compreender a ingestão de ração animal individual, incluindo o número de eventos diários de alimentação, a duração dos eventos de alimentação e a taxa de ingestão durante os eventos de alimentação. Esses dados melhorarão o manejo da forragem ao combinar os requisitos de ração com a disponibilidade de ração e também detectarão a redução do consumo de ração. Além disso, a integração de dados de ingestão com os dados de GPS liberaria mais informações sobre a variabilidade no pastoreio para serem combinadas com o desaparecimento de pastagens e mapas minerais do solo.
 
Limitação e desafios
 
O big data geralmente está sujeito a ruído, incompletude, viés e inconsistência e pode muitas vezes ser díspar, dinâmico, não confiável e inter-relacionado, portanto, a calibração e a validação são fundamentais para o sucesso das tecnologias inteligentes. O público em geral levantou preocupações sobre o bem-estar animal sobre a aplicação de tecnologias inteligentes, como cercas/pastos virtuais e sensores vestíveis. É importante abordar essas preocupações. Além disso, manipular e interpretar grandes quantidades de dados disponíveis é fundamental para extrair valor em tomadas de decisões complexas, como é necessário para gerenciar sistemas forrageiros.
 
Conclusão
 
Compreender os fatores que afetam o equilíbrio entre produtividade e sustentabilidade é a chave para aplicar tecnologias inteligentes para aumentar a lucratividade da indústria de laticínios. Caracterizar o gado leiteiro e entender a variação entre eles fornecerá novas oportunidades para combinar comportamentos de pastoreio com recursos de plantas e solo para melhorar a sustentabilidade. O desenvolvimento e a adoção de tecnologias inteligentes forneceriam os meios para melhorar a produção de gado leiteiro em um ambiente operacional sustentável.
 
* Baseado no artigo Smart ideas for sustainable forage management, de Samaneh Azarpajouh.
 
Mais informações: 
contato@educapoint.com.br
Telefone: (19) 3432-2199
WhatsApp (19) 99817- 4082 

Nesse curso, o engenheiro agrônomo, Rafael Henrique P. dos Reis, explica tudo o que você precisa saber para fazer um correto manejo do pasto pela altura visando obter uma maior rentabilidade em seu sistema de produção.

Você sabia que pode com um único valor mensal ter acesso ilimitado a esses e centenas de cursos online?

O EducaPoint é uma plataforma preparada para trazer a melhor estrutura em cursos online para ajudar você no seu agronegócio.

Quer ter acesso a todos os cursos da plataforma?