Manejo de pastagem: aprenda a controlar as principais pragas e plantas invasoras

Postado em: 21/01/2021 - 3 min de leitura

Manejo de pastagem: aprenda a controlar as principais pragas e plantas invasoras
Para se obter resultados satisfatórios em sistemas de produção de leite ou carne, baseados em pastagens, é fundamental não só escolher a espécie forrageira mais adaptada às condições ambientais da sua região, como também manejar corretamente os pastos.  Dentro do manejo de pastagens, há um item fundamental: o controle de pragas e plantas invasoras.

Pragas
 
As duas principais pragas que afetam as pastagens são:
 
1) Cigarrinha da pastagem


 
A cigarrinha da pastagem tem gerado bastante prejuízos aos pecuaristas de praticamente todo o Brasil. O controle da cigarrinha tem um custo por hectare relativamente baixo, por volta de R$ 50-R$ 100 por hectare por ano com inseticida químico ou residual.
 
É muito importante que o controle seja feito na primeira fase, que começa junto com o período chuvoso, para evitar perdas maiores.
 
Há também a possibilidade de fazer controle biológico com fungo, que não mata 100% das cigarrinhas, mas deixa o sistema em equilíbrio. Nesse sistema, é necessário fazer aplicação anual do fungo. Começa com uma dose maior no primeiro ano, passando para uma dose menor no segundo ano e, a partir do terceiro ano, estabiliza a quantidade de fungo aplicada.
 
Pode-se, também, associar as duas medidas nos casos de ataques mais severos.
 
2) Lagarta


 
Já a lagarta é mais comum em pasto intensivo, exceto no caso de capim Panicum, que acabam sofrendo um pouco mais de ataques de lagarta, mesmo em sistemas extensivos.
 
A lagarta é muito fácil de ser controlada com produtos químicos à base de piretroides, que têm um custo baixo, por volta de R$ 20 a R$ 30 por hectare por ano. Também pode ser feito controle biológico com fungo, da mesma forma que se faz com a cigarrinha, mas com fungos diferentes.

=> Aprenda muito mais sobre este tema no curso Manejo de pastagens. Você pode adquirir o curso individualmente ou optar por assinar a plataforma EducaPoint, tendo acesso a todos os cursos disponíveis (mais de 200!) por um preço único. Clique aqui para saber como assinar.
 
Controle de plantas invasoras
 
Há duas distinções de plantas invasoras:
 
1) Planta invasora de folha larga
 
Dentro das plantas invasoras de folhas largas, há folhas moles, que são mais fáceis de serem controladas, e as folhas duras, que são mais resistentes ao herbicida e mais difíceis de controlar.
 
Pode-se fazer roçada, embora tenha uma eficiência muito baixa, sendo mais uma medida paliativa. Todo ano é necessário roçar e as plantas invasoras não serão eliminadas, podendo, inclusive, ficar cada vez mais resistentes aos herbicidas, no caso das folhas duras.
 
A forma mais eficiente de controle, que tem um custo-benefício muito grande, que em médio a longo prazo praticamente elimina as plantas invasoras, com um custo de manutenção muito baixo é o uso de herbicida. Há herbicidas específicos para as folhas duras, variando de R$ 300 até R$ 600 por hectare por ano, dependendo do nível de infestação.
 
A aplicação do herbicida foliar geralmente é feita em área total, para diminuir a população de folha dura em 40% a 60%, aplicando, depois, o produto localizado, passando na base do caule ou cortando e aplicando nesse local.
 
Para as folhas moles, há uma variedade de herbicidas e o custo chega a R$ 120 a R$ 200 por hectare por ano, com um nível de controle muito bom.
 
2) Capins invasores
 
Já a presença de capins invasores no pasto representa um grande desafio para a fazenda, pois não há herbicidas seletivos que matam o capim invasor sem afetar o pasto. É necessário usar uma série de estratégias diferentes, desde reforma de pastagem, manejo, associação de vários métodos de controle.

Mais informações:
contato@educapoint.com.br
Telefone: (19) 3432-2199
WhatsApp (19) 99817- 4082

Neste curso, os instrutores Adilson Aguiar e Mateus Caseta, especialistas no assunto, explicam o passo a passo da implementação da pastagem e montagem dos pastos, desde a escolha de espécies forrageiras, até a divisão de piquetes, áreas de lazer, estrutura de cercas e corredores, manejo do pastejo, além de uma abordagem aprofundada sobre como fazer a análise financeira da produção pecuária baseada em pastagens.

Você sabia que pode com um único valor mensal ter acesso ilimitado a esses e centenas de cursos online?

O EducaPoint é uma plataforma preparada para trazer a melhor estrutura em cursos online para ajudar você no seu agronegócio.

Quer ter acesso a todos os cursos da plataforma?