BLOG

Postado em: 03/05/2019

3 cuidados essenciais com bezerros de corte recém-nascidos

O manejo sanitário adequado a cada fase do ciclo produtivo de gado de corte é importante para aumentar os índices produtivos e reprodutivos. Mas organizar este manejo de forma que cada procedimento entre na rotina do rebanho é sempre um desafio.  

Uma fase cujo manejo é essencial para o sucesso da propriedade é a fase logo após o nascimento. Você sabe quais os principais cuidados que devem ser tomados com os recém-nascidos em uma fazenda de criação de bovinos de corte?

1) Ingestão de colostro

O colostro deve ser ingerido na quantidade de 10% do peso do animal nas primeiras 24 horas. Isso porque o colostro é fundamental para a absorção de anticorpos passados pela mãe.

É necessário sempre observar se o animal tem alguma dificuldade em ingerir esse colostro, analisando o comportamento dele. O animal recém-nascido deve apresentar um comportamento bastante ativo. Caso isso não esteja acontecendo, pode ser um indício de que o animal ainda não ingeriu o colostro.

A observação da barriga do bezerro também ajuda a avaliar se houve ingestão de colostro. Bezerros cuja barriga está com vazio fundo também podem sinalizar falta de ingestão de colostro.

Por fim, é importante observar os tetos da matriz, pois se esses estiverem cheios, pode ser um sinal de que o bezerro não ingeriu o colostro.

Caso isso seja detectado, deve-se intervir para que o bezerro ingira o colostro corretamente.

2) Cura do umbigo

A cura do umbigo deve ser feita após o nascimento para que não ocorra a atração de moscas e o desenvolvimento de miíases. Além disso, quando se faz a cura do umbigo do recém-nascido, fecha-se a porta de entrada para outros microrganismos que poderão futuramente desenvolver quadros de diarreia e artrite naquele animal.

A cura do umbigo é um manejo prioritário, porque o umbigo mal curado vai refletir na saúde do animal e na sua produção pelo resto da vida.

3) Aplicação de endectocida

A aplicação deve ser feita após avaliação de cada caso. Se a propriedade rural estiver em um local com grande quantidade de miíases e que o manejo seja complicado, ou seja, com um rebanho muito numeroso, ausência de piquete maternidade, pouca mão de obra, a aplicação de endectocida pode ser efetuada.

Caso contrário, em propriedades com a cura do umbigo bem feita e o manejo bem realizado, a aplicação de endectocida é dispensada.

 
Agora, confira as 3 dicas da instrutora do EducaPoint, Dra. Danila Fernanda Rodrigues Frias, sobre o tema de sanidade em bovinos de corte no canal do EducaPoint no YouTube. Clique na imagem abaixo para ver:





Aproveite e se inscreva no canal! Ative as notificações para ficar por dentro de todas as novidades postadas lá!

Mais informações:

contato@educapoint.com.br
Telefone: (19) 3432-2199
WhatsApp (19) 99817- 4082 

Ficou com dúvidas, gostaria de sugerir de sugerir um tema ou saber mais sobre o educapoint? envie uma mensagem para nós:

ASSINE TODOS OS CURSOS OU COMPRE UM CURSO DE SUA PREFERÊNCIA
Rede Agripoint

Copyright © 2019 AgriPoint - Todos os direitos reservados

AgriPoint Serviços de Informação para o Agronegócio
CNPJ 08.885.666/0001-86

Rua Tiradentes, 848 - 12º Andar - Centro - Piracicaba - SP

design salvego.com - desenvolvimento d-nex

Uma empresa associada da abed
ENCONTRE-NOS: