7 índices de desempenho na sala de ordenha que você precisa conhecer!

Postado em: 16/07/2020
Sistemas de ordenha bem estruturados são indispensáveis para a produção de leite de alta qualidade. Avaliar o desempenho do sistema pode auxiliar na identificação de falhas de manejo de ordenha e oportunidades de redução de custos.
 
Mas como saber o que se deve avaliar e se os números estão satisfatórios? Confira agora os 7 principais índices de desempenho e suas metas, que, embora sejam mais aplicáveis para fazendas de médio a grande porte, são importantes:
 
1) Vacas ordenhadas por hora

Esse é um índice facilmente calculado, fazendo a divisão do total de vacas ordenhadas pelo tempo total da ordenha.

Metas: para fazendas com ordenha espinha de peixe, o valor estimado é de 60 a 200 vacas por hora. Já em salas de ordenha paralelas, o valor é de 80 a 400 vacas/hora.
 
2) Lotes por hora

Esse índice mede o número de lotes ou de grupos de vacas ordenhadas de cada lado da sala de ordenha, por hora.

Meta: de 4 a 5 lotes por hora (um novo lote é ordenhado a cada 12’ ou a cada 15’ minutos).
 
3) Vacas ordenhadas por unidade ou conjunto de ordenha por hora

Trata-se da simples divisão das vacas ordenhadas por hora pelo número total de unidades.

Metas: em uma situação de 2 ordenhas/dia com a adequada preparação do úbere, um bom número é de 4,3 a 4,5 vacas por unidade/hora. Já em rebanhos ordenhas 3x/dia, o esperado é de 4,8 a 4,9 vacas por unidade/hora.

=> Quer conhecer outros índices zootécnicos importantes para seu rebanho? Acesse o conteúdo completo do curso Índices zootécnicos: econômicos, criação de animais jovens e produção a pasto. O curso pode ser adquirido individualmente ou você pode optar por assinar a plataforma EducaPoint, tendo acesso a todos os cursos disponíveis (mais de 180!) por um preço único. 
 
4) Volume de leite por unidade por hora:

É o total de leite dividido pelo número de unidades de ordenha e pela duração total da ordenha.
 
Metas: em duas ordenhas diárias, 68kg de leite por unidade por hora. Já em três ordenhas por dia, a meta é de 55kg de leite por unidade por hora.
 
5) Fluxo médio de leite:

Geralmente, são obtidos em gado holandês de média a alta produtividade. 

Meta: Ao redor de 3,9 kg/minuto quando há duas ordenhas no dia e 3,0 kg/minuto em situações de três ordenhas diárias.
 
6) Tempo de ordenha:

Esse índice também é usado para vacas de alta produção.

Meta: ordenhar os primeiros 12,5 kg de leite em 4 minutos de ordenha efetiva. Para cada 4,5kg de leite adicional, o tempo adicional é de 30 segundos.
 
7) Eficiência do ordenhador:

A variação é grande, depende do sistema, do gado, do número de ordenhas, da produtividade das vacas.

Meta: Devido à grande variação, esse número é bem generalizado, sendo de 50 a 100 vacas por ordenhador/hora.
 
A avaliação desses índices de desempenho permite a identificação de problemas de manejo de ordenha e de situações que necessitam de melhoria. Entre os casos mais comuns de redução do desempenho, está a demora na entrada das vacas na sala de ordenha, a dificuldade de posicionamento da vaca dentro da sala de ordenha (contenção), a preparação da vaca antes da ordenha, a saída das vacas, a mudança de lotes e os problemas de configuração de extratores de teteiras.

Mais informações:
contato@educapoint.com.br
Telefone: (19) 3432-2199
WhatsApp (19) 99817- 4082 

Você sabia que pode com um único valor mensal ter acesso ilimitado a esses e centenas de cursos online?

O EducaPoint é uma plataforma preparada para trazer a melhor estrutura em cursos online para ajudar você no seu agronegócio.

Invista no futuro do seu negócio com o EducaPoint