BLOG

Postado em: 16/08/2019

Erros e acertos de manejo no planejamento alimentar de fazendas leiteiras

O manejo alimentar tem uma importância central em sistemas de produção de leite devido a um fato inegável: a base da pirâmide da atividade pecuária leiteira é a alimentação, independentemente do sistema de produção adotado.

Um animal bem alimentado terá melhores condições de saúde, melhores índices reprodutivos e certamente um bom desempenho na produção leiteira, que é o foco de qualquer sistema. Por isso, fazer o planejamento alimentar é um ponto chave para todas as fazendas que produzem leite, inclusive naquelas que fazem a produção a pasto.

Muita gente pensa que esse planejamento se resume ao uso de tecnologias caras ou programas de computador, mas a verdade é que trata-se de um conjunto de práticas de manejo que podem fazer a diferença no resultado final da fazenda.

Confira 4 exemplos de situações reais observadas em fazendas brasileiras, alguns exemplos bons e outros nem tanto, que mostram aspectos a serem modificados no manejo das vacas e que podem gerar resultados bastante significativos.


Exemplo #1: Bebedouros sujo x bebedouro limpo

Bebedouro limpo x bebedouro sujo

Foto 1: Bebedouro limpo x bebedouro sujo

Alguns produtores de leite afirmam que, para limpar o bebedouro, gasta-se muito com mão de obra e com água. No entanto, deve-se sempre ter em mente que 70% do leite é composto de água, de forma que o fornecimento de água limpa aos animais é extremamente importante e está totalmente relacionado ao planejamento alimentar.

Exemplo #2: Limpeza das instalações

Limpeza das instalações

Foto 2: Limpeza das instalações

Deve-se ter em mente que a limpeza das instalações é essencial para a qualidade do leite. Lembrando que o leite ácido pode acontecer devido à presença de impurezas ou contaminações.

Exemplo #3: Vaca pisando no cocho

Vaca pisando no cocho
Foto 3: Vaca pisando no cocho

Esse animal da foto produzia 29 quilos de leite e está pisando dentro do cocho, algo que não deve ocorrer. A foto mostra a quantidade de perdas que ocorria nesse sistema. Essa situação ocorria, porque os funcionários da fazenda não limpavam ao redor do cocho,e a altura do piso ficava desbalanceada. Segundo trabalhos científicos, a altura do piso que a vaca fica para comer precisa estar no mínimo 7 centímetros abaixo da linha do fundo do cocho.

Exemplo #4: Fungo na silagem

Silagem com fungo

Foto 4: Silagem sem fungo x silagem com fungo

A foto mostra duas situações diferentes: uma silagem boa e outra contaminada por fungos. Isso ocorreu devido a um erro no dimensionamento do silo. Todo dia é necessário que seja retirada uma fatia mínima de 20 centímetros do silo. No caso dessa foto, não se obedeceu a retirada mínima diária.

Esses exemplos deixam claro que o planejamento alimentar não é um bicho de sete cabeças, que exige um grande investimento de tecnologias caras. Trata-se muito mais de o produtor entender a enorme importância da alimentação das vacas para a produção de leite e de ter uma compreensão profunda do seu próprio sistema de produção.

Entender as características regionais da sua propriedade, bem como os aspectos intrínsecos à sua própria realidade é o primeiro passo para começar a fazer um planejamento alimentar perfeitamente adequado e adaptado à situação de cada produtor.

Para ajudar a todos aqueles que querem reduzir suas perdas e aumentar seus ganhos fazendo o melhor planejamento alimentar possível para seu sistema de produção, o EducaPoint acaba de lançar o curso on-line Planejamento alimentar para gado de leite em sistema de pastagem.

Neste curso, ministrado pelo Dr. Marco Aurélio Factori, Professor da UNOESTE e especialista no manejo de plantas forrageiras, você vai aprender como lidar com a estacionalidade na produção de forragens e como contornar isso da melhor forma possível.

Confira o convite feito pelo instrutor:


Se você cria vacas leiteiras em pastagem e está buscando melhorar seus resultados, não perca essa oportunidade! Aprenda a fazer o planejamento alimentar mais eficaz para sua fazenda a pasto e garanta vacas mais saudáveis, produção de leite de qualidade o ano todo, além de uma boa remuneração!

Você pode fazer a aquisição do curso individualmente ou optar pela assinatura que dá acesso a todos os cursos da plataforma. Hoje já são cerca de 155 cursos! Clique aqui para saber mais informações sobre os planos de assinatura!
 
Mais informações:
 
contato@educapoint.com.br
Telefone: (19) 3432-2199
WhatsApp (19) 99817- 4082 

Ficou com dúvidas, gostaria de sugerir de sugerir um tema ou saber mais sobre o educapoint? envie uma mensagem para nós:

ASSINE TODOS OS CURSOS OU COMPRE UM CURSO DE SUA PREFERÊNCIA
Rede Agripoint

Copyright © 2019 AgriPoint - Todos os direitos reservados

AgriPoint Serviços de Informação para o Agronegócio
CNPJ 08.885.666/0001-86

Rua Tiradentes, 848 - 12º Andar - Centro - Piracicaba - SP

design salvego.com - desenvolvimento d-nex

Uma empresa associada da abed
ENCONTRE-NOS: