BLOG

Postado em: 13/05/2019

Manejando sêmen para fertilidade ótima

Por José Luiz Moraes Vasconcelos e Ricarda Maria dos Santos.

Artigo publicado anteriormente no site MilkPoint.

Texto publicado na Dairy Herd Manegement por Dr. Joseph C Dalton.

 

As equipes de gerenciamento das fazendas leiteiras monitoram dados de produção, eventos de saúde e resultados reprodutivos regularmente, porém pouca ênfase, é dada geralmente na avaliação da manipulação do sêmen. Infelizmente, este é um descuido crítico, porque um programa bem-sucedido de inseminação artificial (IA) começa com a manipulação apropriada do sêmen.

As empresas idôneas de comercialização de sêmen entregam palhetas de sêmen com fertilidade mínima, respeitando a legislação. A manutenção da fertilidade do sêmen após a compra e transferência das palhetas para o botijão da fazenda é de responsabilidade da mesma.

Um inventário detalhado do estoque de sêmen de cada botijão deve ser facilmente acessível, assim as palhetas podem ser localizadas e removidas do botijão rapidamente para evitar a exposição à temperatura ambiental. Ao remover uma palheta do botijão de nitrogênio líquido, é imperativo que o técnico mantenha a caneca de sêmen não utilizados tão baixo quanto possível no pescoço do botijão. A melhor prática de manejo do sêmen é manter todas as palhetas não utilizadas abaixo da linha de gelado no pescoço do botijão.

Com o uso dos protocolos de inseminação artificial em tempo fixo, um número maior de vacas é inseminada num mesmo período. Os inseminadores para agilizar o serviço descongelam um número maior de palhetas ao mesmo tempo. Os resultados de pesquisa mostraram ser viável descongelar um número maior de palhetas desde que as mesmas sejam usadas dentro de um período de 10 minutos, e que a temperatura da água do descongelador não sofra uma variação muito grande, para que não haja comprometimento da fertilidade.

Semên sexado

Sêmen sexado é um produto diferente do sêmen convencional. Melhorias recentes no processamento de sêmen sexado são promissoras, no entanto, as razões para a menor fertilidade após IA com sêmen sexado, em comparação com o sêmen convencional, ainda são desconhecidas. É claramente importante lidar com sêmen sexado com cuidado para maximizar a fertilidade.

Sêmen sexado é envasado em palhetas de 0,25 mL. Essas palhetas podem ser manejadas de forma semelhante às palhetas de 0,5 mL, porém o diâmetro menor as torna mais sensíveis aos erros manuseio. Pesquisas demonstram um declínio na motilidade do espermatozoide ao longo do tempo quando o sêmen sexado não é manuseado corretamente. A proteção térmica do sêmen sexado para a manutenção da temperatura próxima a corporal (37 °C) resultou em maior manutenção (declínio mais lento) da motilidade progressiva, em comparação com o sêmen sexado exposto a 42,22 °C (choque de calor) ou 4,44 °C (choque frio). Ambas as temperaturas extremas resultaram em maior declínio na motilidade progressiva ao longo do tempo.

A fertilidade será maximizada quando os inseminadores:

  • Seguem as recomendações para o descongelamento das palhetas;
  • Mantem a proteção térmica do aplicador de sêmen depois de montado até a inseminação;
  • Adotam procedimentos de higiene adequados;
  • Depositam o sêmen no corpo do útero das vacas e novilhas o mais rápido possível. O ideal seria deposito fosse feito em até 10 minutos após o descongelamento do sêmen sexado e em até 15 minutos para o sêmen convencional.

A variação da fertilidade conseguida por inseminadores com o uso do sêmen sexado e convencionais é grande e pode ser devido a muitos fatores, incluindo erros de manipulação do sêmen. Manuseie o sêmen com cuidado e considere avaliar regularmente os procedimentos de manuseio de sêmen dentro da fazenda.
 

-----

Você gostaria de saber mais sobre reprodução de bovinos? O artigo é do Médico Veterinário, José Luiz Moraes Vasconcelos e da médica veterinária, Ricarda Maria dos Santos, ambos instrutores da plataforma de cursos on-line, EducaPoint. 

Para ter acesso aos cursos da plataforma, você pode fazer a aquisição dos cursos separadamente ou optar pela assinatura de todos os cursos da plataforma. 

Atualmente contamos com quase 150 opções de temas, que contemplam toda a cadeia do leite, da carne, pastagens e forragicultura, além de temas ligados a desenvolvimento pessoal, gestão e cafeicultura. Os cursos podem ser adquiridos por meio de cartão de crédito, boleto ou depósito.

A assinatura, que dá acesso a todos os cursos e materiais disponibilizados no EducaPoint, pode ser feita em dois formatos: o plano semestral e o plano anual. Escolha seu plano de assinatura clicando aqui.

Mais informações:

contato@educapoint.com.br
Telefone: (19) 3432-2199
WhatsApp (19) 99817- 4082 

Ficou com dúvidas, gostaria de sugerir de sugerir um tema ou saber mais sobre o educapoint? envie uma mensagem para nós:

ASSINE TODOS OS CURSOS OU COMPRE UM CURSO DE SUA PREFERÊNCIA
Rede Agripoint

Copyright © 2019 AgriPoint - Todos os direitos reservados

AgriPoint Serviços de Informação para o Agronegócio
CNPJ 08.885.666/0001-86

Rua Tiradentes, 848 - 12º Andar - Centro - Piracicaba - SP

design salvego.com - desenvolvimento d-nex

Uma empresa associada da abed
ENCONTRE-NOS: