Manejar é preciso, fazendas de leite não são precisas!

Postado em: 28/08/2019 - 2 min de leitura

Manejar é preciso, fazendas de leite não são precisas!
Toda fazenda leiteira, independente do sistema, precisa dedicar bastante atenção ao manejo. Porém, a realidade da maioria delas é que há muitas variações nos processos e nas pessoas que o executam. Com isso podemos afirmar que hoje em dia, poucas fazendas realmente precisas em seus processos.

Por isso, vale fazer uma reflexão em cima do trocadilho “Manejar é preciso, fazendas de leite não são precisas”. Claro que as fazendas são necessárias, nesse caso, estamos nos referindo à precisão de dados, processos e resultados.

Dessa forma, é necessário muito trabalho para reduzir essas variações e entregar o que a vaca precisa de uma forma mais homogênea, permitindo que o animal atinja o seu potencial máximo de produção.

Trabalhar a gestão do rebanho, o manejo diário e garantir a precisão da alimentação dos animais, é fundamental. Isso deve ser feito através de anotações e registros do dia a dia, gestão visual dos dados, manutenção dos índices e trabalhar com metas factíveis e decididas em conjunto com a equipe.

Qual a variação da produção de leite da sua fazenda? Será que está dentro da normalidade? Qual a variação do consumo de matéria seca dos seus animais?

A missão dos gestores de uma fazenda leiteira é conhecer essa variação e trabalhar para reduzir e entregar alimentos de forma mais homogênea aos animais.

Uma pesquisa feita no Canadá mostrou que nada interfere mais na produção de leite do que a redução do coeficiente de variação da fazenda. Segundo o estudo, uma redução de meia unidade no coeficiente de variação leva a um ganho de 3,2 quilos de leite ao dia.

É importante pensar em “4 Cs” quando se pensa em reduzir a variação dentro de uma fazenda:

1) Conforto dos animais;
2) Comida de qualidade e quantidade;
3) Constância dos processos;
4) Comunicação efetiva.

Fazendas que adotam esses procedimentos reduzem os desperdicios de alimentos, melhoram a produção e a composição do leite, melhoram a saúde dos animais e os índices reprodutivos.

A chave do sucesso é uma dieta bem formulada nos requisitos nutricionais. Mas como? Respeitando os colaboradores, que precisam ser bem treinados e conscientes, fornecendo alimentação de boa qualidade, acurácia na mistura, manutenção de bons registros na fazenda e fomento de uma cultura de comunicação.

Para ajudá-lo a entender onde pode estar o gargalo na entrega dos alimentos aos animais, bem como a entender os caminhos e descaminhos dos nutrientes dentro de uma fazenda, o EducaPoint acaba de lançar o curso Manejo prático da alimentação: do alimento à boca.

No curso, o médico veterinário Gustavo Almeida, especializado na pecuária leiteira, ensina como reduzir as variações dentro das fazendas, com base no manejo alimentar, para que se tornem cada vez mais precisas.

Confira o convite feito pelo instrutor:


Se você quer reduzir a variabilidade dentro da sua fazenda, garantindo uma maior produção de leite e tornando sua fazenda cada vez mais precisa, não espere mais! Aproveite essa chance e aprenda como fazer o manejo prático da alimentação das vacas, de ponta a ponta no sistema de produção!

Você pode fazer a aquisição do curso individualmente ou optar pela assinatura que dá acesso a todos os cursos da plataforma. Hoje já são cerca de 155 cursos! Clique aqui para saber mais informações sobre os planos de assinatura!
 
Mais informações:
 
contato@educapoint.com.br
Telefone: (19) 3432-2199
WhatsApp (19) 99817- 4082 

Conheça a maior plataforma do agronegócio, acesse nossos cursos gratuitos!