Fechar Precisa de ajuda?
Fechar
ATENDIMENTO ONLINE

PRECISA DE AJUDA?
TEM ALGUMA DÚVIDA?

Fale agora com um de nossos atendentes.
Das 8h às 12h e das 13h às 17h.

ENTRAR NO CHAT

BLOG

Postado em: 07/11/2018

Como os conflitos internos afetam empresas familiares?

O tema sucessão é, muitas vezes, tratados como um tabu dentro de negócios familiares, já que, pensar na ausência do antecessor remete as pessoas a uma situação desconfortável e, assim, considera-se esse evento distante da realidade. Desta forma, muitas famílias não se preparam para esse momento, e são pegas de surpresa.

De acordo com o artigo de Renato Bernhoeft, fundador e presidente do conselho de sócios da höft consultoria para o jornal Valor Econômico, os conflitos internos são a maior ameaça a empresas familiares.

Com base em pesquisa da höft consultoria, nos seus 43 anos de atuação com famílias empresárias no Brasil e outros países da América Latina, cerca de 70% dos patrimônios familiares são destruídos, um índice bastante elevado.

Confira abaixo alguns casos que geram conflito, de acordo com Cilóter Borges Iribarrem - sócio da empresa Safras & Cifras:

1) Pai não dá a devida credibilidade ao filho 

Por exemplo, o filho se forma na faculdade na área agrária e vai trabalhar na propriedade, levando informações sobre novas tecnologias. O pai não escuta as ideias e sugestões do filho, pois acha que, por esse não ter experiência, poderá levar a empresa à falência.

2) Pai impõe mais do que delega


3) Intromissão excessiva do pai na gestão do dia-a-dia, de forma que o filho não tem uma função bem definida sobre sua atuação dentro da empresa.

Quais são as principais causas do fracasso familiar?

Aqui existe um grande equívoco por parte das pessoas, que alegam que o fracasso ocorre devido à falta de tecnologia, descapitalização, endividamento. No entanto, 60% dos problemas se dá pelo rompimento da comunicação e de perda da confiança entre as famílias.

Além disso, 25% dos problemas ocorrem pela preparação inadequada de seus sucessores e/ou herdeiros. Somente 15% ocorre por razões técnicas ou conjunturais.

Segundo dados do artigo de Bernhoeft , alguns pontos que merecem destaque em nossa realidade.

A maioria dos nossos empreendedores tem uma origem simples — muitos foram imigrantes que fugiram de situações extremamente adversas — e com forte dedicação ao trabalho. Preocupados em construir algo e em deixar um patrimônio aos seus descendentes, se tornaram pais ausentes, patriarcais e muito dogmáticos nas suas relações familiares. A consequência, em muitos casos, é uma relação de conflitos, e nem sempre geracionais.

A transferência de uma herança, sem o devido legado, acaba provocando baixa identificação emocional com o que é herdado, ou seja, apenas garantir a acumulação de bens materiais aos herdeiros não é suficiente para prepará-los para o gerenciamento do patrimônio que irão receber. Entenda-se por legado tudo aquilo que faz parte da construção do patrimônio na perspectiva histórica, dos valores e sacrifícios que foram necessários.

Outro ponto importante é a constatação de que nem todo empreendedor se torna um empresário, ou seja, alguém que compreende suas conquistas numa perspectiva de continuidade através das novas gerações. Muitas vezes, o criador tem uma relação tão visceral com sua empresa que não consegue desprender-se dela, dificultando o processo de sucessão e continuidade.

Merece também destaque estruturas familiares e patrimoniais que desenvolveram uma conduta de dependência financeira do patrimônio comum. Impede-se, sob varias formas, que a nova geração possa criar fontes alternativas de liquidez que sejam administradas à sua maneira.

O grande desafio para a maioria das famílias empresárias não está no desconhecimento destas questões. É na resistência, ou incapacidade de lidar com estes temas na forma de diálogo.

Caso você esteja passando por algum dos conflitos descritos acima ou esteja querendo justamente evitar esses conflitos, preparando-se de forma eficaz para o processo de sucessão, certamente se interessará pelo curso on-line Sucessão familiar em empresas rurais - como vencer os desafios e garantir o futuro na atividade?, do EducaPoint. O curso é ministrado por Cilóter Borges Iribarrem.

Acesse o site da plataforma EducaPoint e conheça os mais de 125 temas que estáo incluídos na assinatura do programa! 

Conheça também nosso aplicativo! E assista aos vídeos offline, onde você quiser! 

Conheça mais sobre os planos de assinatura.   

Mais informações:
contato@educapoint.com.br
Telefone: (19) 3432-2199
WhatsApp (19) 99817- 4082 
www.educapoint.com.br

Fontes:

Artigo Conflitos internos são a maior ameaça a empresas familiares, de Renato Bernhoeft, para o Valor Econômico.

Curso Sucessão familiar em empresas rurais - como vencer os desafios e garantir o futuro na atividade?, do EducaPoint

Dúvidas, críticas ou sugestões de temas? Envie um e-mail para  contato@educapoint.com.br

 

Ficou com dúvidas, gostaria de sugerir de sugerir um tema ou saber mais sobre o EducaPoint? Envie uma mensagem para nós:

Enviar

Você está procurando soluções para público corporativo?

Cursos fechados ou vagas para grandes turmas

VEJA NOSSAS SOLUÇÕES
Rede Agripoint

Copyright © 2018 AgriPoint - Todos os direitos reservados

AgriPoint Serviços de Informação para o Agronegócio
CNPJ 08.885.666/0001-86

Rua Tiradentes, 848 - 12º Andar - Centro - Piracicaba - SP

design salvego.com - desenvolvimento d-nex

Uma empresa associada da abed
ENCONTRE-NOS: