Fechar Precisa de ajuda?
Fechar
ATENDIMENTO ONLINE

PRECISA DE AJUDA?
TEM ALGUMA DÚVIDA?

Fale agora com um de nossos atendentes.
Das 8h às 12h e das 13h às 17h.

ENTRAR NO CHAT

BLOG

Postado em: 29/01/2019

Puberdade fisiológica x puberdade zootécnica: qual a diferença?

O início da atividade sexual de novilhas leiteiras é de grande importância em uma fazenda leiteira. A precocidade sexual está ligada ao desempenho reprodutivo, que por sua vez, reflete na eficiência e lucratividade da pecuária. As características reprodutivas têm um impacto econômico cerca de dez vezes maior do que as características associadas ao crescimento.

Fêmeas que parem mais cedo têm maior vida reprodutiva que as tardias, por produzir mais crias. Rebanhos com elevado percentual de precocidade sexual e fertilidade possuem maior disponibilidade de animais, permitindo maior intensidade de seleção, e consequentemente, progressos genéticos mais elevados e maior lucratividade.

Puberdade

A puberdade é definida pela capacidade do animal se reproduzir, como resultado do desenvolvimento neuroendócrino que regula a gametogênese. Entretanto, faz-se necessária diferenciar dois conceitos básicos: puberdade e maturidade sexual – ou puberdade fisiológica e puberdade zootécnica.

A entrada na puberdade fisiológica das fêmeas é caracterizada pela primeira ovulação, acompanhada pelo desenvolvimento de um corpo lúteo capaz de se manter durante um ciclo estral completo.

Assim, a puberdade em fêmeas leiteiras ocorre quando o animal atinge cerca de 45% do peso adulto e o ideal é que isso aconteça por volta dos 9 a 10 meses de idade, para que se tenha um crescimento adequado.

Porém, a primeira inseminação tem que ser feita quando o animal atinge a maturidade sexual, que normalmente ocorre dois ou três ciclos estrais após ela entrar em puberdade, cerca de 40 a 60 dias depois.

Assim, a puberdade zootécnica corresponde à idade em que uma fêmea pós-púbere possui um desenvolvimento corporal que a torne capaz de sustentar de forma eficiente uma gestação a termo.

Nesse ponto, o animal já está com cerca de 55% do seu peso adulto. Isso para raças de grande porte seria por volta de 350 a 380 quilos; já para raças menores, esse peso seria de 280 quilos, aproximadamente.

Pode ser visto a campo, que novilhas acasaladas no terceiro estro apresentam taxas de concepção maiores que aquelas do primeiro estro, pois normalmente no início da puberdade o estro não é acompanhado de ovulação, indicando a não confirmação da maturidade sexual.

Também é comum observar que, novilhas que emprenham precocemente apresentam comprometimento do seu crescimento corporal final. Isto pode ser explicado pelo fato que os processos reprodutivos, como a gestação, exigem muitos gastos de energia e nutrientes, já que precisa garantir a manutenção e o crescimento de um novo indivíduo, além de preparar a glândula mamária para produzir leite, garantindo a sobrevivência da(s) cria(s). Assim, pode haver detrimento dos gastos de nutrientes do crescimento para a reprodução, caso o suprimento nutricional não seja suficiente para garantir o desenvolvimento das duas funções fisiológicas.

A idade à puberdade depende de fatores corporais, genéticos e ambientais. Entre eles, pode-se citar a influência da raça, interação social (presença de macho ou de fêmeas já púberes no lote), taxa de crescimento do indivíduo e, principalmente, do nível nutricional.

A idade à puberdade, indicadora da precocidade sexual dos animais, é uma importante característica reprodutiva a ser considerada nos programas de melhoramento.

Devido à enorme importância do manejo reprodutivo dentro de um rebanho leiteiro, o EducaPoint oferece uma série de cursos com esse tema. Confira abaixo:

Manejo reprodutivo de rebanhos leiteiros de alta produção

O desafio de melhorar a reprodução durante o estresse por calor

Anatomia e fisiologia reprodutiva da fêmea bovina

Importância do período de transição para a saúde, produção e reprodução de vacas leiteiras

Perdas de gestação em bovinos: por que ocorrem e como evitar?

Índices zootécnicos: índices reprodutivos e de melhoramento

Problemas metabólicos e reprodutivos x fertilidade de rebanhos leiteiros

Você pode ter acesso a TODO o conteúdo acima (e muito mais, pois já são mais de 130 temas diferentes de cursos) com apenas UMA ASSINATURA. Isso mesmo! Por um valor único você acessa todos os cursos da plataforma EducaPoint, além daqueles que ainda serão acrescentados (quase toda semana temos cursos novos). Saiba como ter acesso a todo esse conteúdo.

Mais informações:

contato@educapoint.com.br
Telefone: (19) 3432-2199
WhatsApp (19) 99817- 4082 
www.educapoint.com.br
Baixe o aplicativo para celular

Dúvidas, críticas ou sugestões de temas? Envie um e-mail para  contato@educapoint.com.br.

Fontes consultadas:

DESENVOLVIMENTO E PUBERDADE EM FÊMEAS

A puberdade regula o início da lucratividade do rebanho

Curso: Manejo reprodutivo de rebanhos leiteiros de alta produção

Ficou com dúvidas, gostaria de sugerir de sugerir um tema ou saber mais sobre o educapoint? envie uma mensagem para nós:

Enviar
ASSINE TODOS OS CURSOS OU COMPRE UM CURSO DE SUA PREFERÊNCIA
Rede Agripoint

Copyright © 2019 AgriPoint - Todos os direitos reservados

AgriPoint Serviços de Informação para o Agronegócio
CNPJ 08.885.666/0001-86

Rua Tiradentes, 848 - 12º Andar - Centro - Piracicaba - SP

design salvego.com - desenvolvimento d-nex

Uma empresa associada da abed
ENCONTRE-NOS: