Carlos Eduardo Cardoso Consentini

Pesquisa/ensino

Médico Veterinário graduado pela Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da Universidade de São Paulo (FMVZ-USP), onde trabalhou no Laboratório de Pesquisa em Bovinos de Leite (LPBL) e Laboratório de Reprodução Animal (LRA) em experimentos associados a nutrição de vacas leiteiras no período de transição e pico de lactação, além de estudos associados à fertilidade de protocolos de IATF em fêmeas bovinas.
Possui intercâmbio de pesquisa na University of Wisconsin - Madison (Department of Dairy Science), trabalhando junto dos laboratórios dos professores Milo Wiltbank e Paul Fricke. Tal intercâmbio foi patrocinado pelo "Programa Mérito Acadêmico da Universidade de São Paulo". Durante o período na UW - Madison, desenvolveu projetos associados à manipulações hormonais objetivando aumentar a fertilidade dos protocolos de IATF do tipo Ovsynch em vacas leiteiras, além de estudos relacionados à importância da concentração de progesterona após a inseminação no desenvolvimento embrionário e fertilidade.
Possui mestrado pelo Programa Ciência Animal e Pastagens da ESALQ/USP na área de Fisiologia e Fisiopatologia da Reprodução. Atualmente, é doutorando no Laboratório de Reprodução Animal da ESALQ/USP, orientado pelo Prof. Roberto Sartori, trabalhando com fisiopatologia, manejo da reprodução e manipulações hormonais nos protocolos de IATF. A principal linha de trabalho atual é o estabelecimento de Programas Reprodutivos para a primeira IATF pós-parto e para as ressincronizações de vacas leiteiras. Seu trabalho, no manejo das fazendas, visa implementar estratégias para aumentar o sucesso das vacas durante o período de transição e conciliar o uso de IATF e observação de cio no manejo reprodutivo, objetivando otimizar a eficiência reprodutiva, principalmente, aumentando o número de vacas gestantes no início da lactação e diminuindo o intervalo entre partos.